segunda-feira, 9 de novembro de 2015

HISTÓRIA E ORIGEM DO KARATÊ

O Karatê surgiu por volta do século XV, na ilha de Okinawa (ilha situada a sudoeste do Japão), durante o império do Rei Sho Hasshi. Essa luta começou a ser praticada em segredo por causa da influência dos senhores feudais japonesas, no qual, tinham conquistado a ilha e proibido os seus habitantes utilizar qualquer tipo de arma; deixando a população a mercê dos saqueadores e bandidos.
Por cauda dessa proibição, as pessoas criaram uma forma de combate utilizando o próprio corpo como arma, conhecida como Okinawa-té. Tratava-se de uma arte de autodefesa pessoal, tendo como principais características, a utilização das mãos e dos pés como arma em combate.
No final do século XIX, o estilo de luta de Okinawa passou a ser uma arte marcial, que precisou ficar mais simplificada, sendo dividida em três partes fundamentais: o Kihon, o kata e o kumite.
Atualmente o Okinawa é conhecido como Karatê, que significa “mãos vazias”.
Vale ressaltar, que o desenvolvimento do Karatê moderno, deve-se ao grande mestre Gichin Funakoshi, que estudou e modernizou a arte de combate da ilha de Okinawa. E a primeira demonstração oficial de Karatê, ocorreu em 1922, promovida pelo governo japonês e realizada pelo Mestre Funakoshi.




Referência:
Disponível em: <http://www.karatejaguaribe.com.br/historia/karate/>. Acesso em: 09 de nov. 2015.
Disponível em: <http://lutasartesmarciais.com/artigos/historia-karate-okinawan>. Acesso em: 09 de nov. 2015.